ESOTERICO


Esotérico

(Gilberto Gil)




Int.: 
Não adianta nem me abandonar 

Porque mistério sempre há de pintar por aí 

Pessoas até muito mais vão lhe amar 

Até muito mais difíceis que eu pra você 

Que eu, que dois, que dez, que dez milhões 

Todos iguais 

Até que nem tanto esotérico assim 

Se eu sou algo incompreensível 

Meu Deus é mais 

Mistério sempre há de pintar por aí 

Não adianta nem me abandonar 

Nem ficar tão apaixonada, que nada! 

Que não sabe nadar 

Que morre afogada por mim

1 comentarios:

jefhcardoso disse...

Olá! Hoje é terça-feira, uma correria. Não repare em minha visita relâmpago, mas venho lhe convidar para ler o novo capítulo de “O Diário de Bronson (O Chamado)” e deixar o seu comentário.

Retornarei com melhores modos e mais tempo. Tenha uma ótima semana. Abraço do Jefhcardoso!

Páginas

Últimas notícias e matérias especiais em saúde